Assassinato do Menino Eduardo de Jesus

Pais do menino Eduardo de Jesus, de 10 anos, que morreu ontem após ser baleado
Foto: FÁBIO GONÇALVES / AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Não sei o que ocorreu no Morro do Alemão. Espero que o Sr. Governador venha prestar informações honestas, fidedignas, à sociedade. E, confirmando a culpa do Estado, venha a indenizar a família do Eduardo de Jesus. E, como empregado nosso, cidadãos deste Estado, tome as necessárias providências para punir os culpados, quem quer seja e, principalmente, para que tais fatos não se repitam. Cada vida vale muito. Seja de quem for. Qualquer morte tem igual valor humanitário, embora as absurdas choquem mais. Seja a do filho de Governador Alckmin, a do filho de diarista ou a da Sílvia Maria Arnaut Costa, morta por bala perdida na Tijuca. Todos jovens, todos mortos de forma absurda. Todas igualmente intoleráveis, todas evitáveis.

A mãe do menino Eduardo trabalha como diarista para uma amiga nossa e está desolada. Especialmente com os absurdos que são propagados nas redes sociais por irresponsáveis mal informados ou mal intencionados, sobre o menor assassinado. A internet trouxe a democratização da opinião. Em vez de utilizá-la bem, estamos praticando a banalização da opinião inconsequente. A democracia, em seu sentido amplo, para além da esfera estritamente política, exige cuidado e responsabilidade. Especialmente no Brasil, onde a democracia ainda é uma semente de germinação recente.

Paulo Martins – dialogosessenciais.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s