Perfil do traficante Marco Archer

O diariodocentrodomundo.com.br publicou um perfil do traficante Marcos Archer escrito por jornalista que o entrevistou durante 4 dias em 2005.

Mesmo sendo contra o tráfico de drogas, continuo firme na minha posição contra o assassinato de pessoas pelo Estado, de qualquer pessoa, por qualquer Estado. O assassinato (a execução) praticada pelos Estados Unidos, nos estados onde a pena de morte é legalizada, não é mais nobre que a pena de morte praticada na Indonésia, na Coreia do Norte, ou em qualquer lugar. É tudo assassinato. Não existe nobreza nenhuma em assassinar um ser humano, por mais abjeto e recriminável. O fato deste tipo de assassinato ser legal não muda nada: continua sendo um uso criminoso,  perante a consciência de todos os humanistas, do poder de Estado. É um caminho tão fácil quanto perigoso. Comprova a falência desse Estado.

O assunto da pena de morte é polêmico. Minha opinião está ancorada em valores humanitários, a principal marca deste blog. Assim espero.

Paulo Martins/dialogosessenciais.com

CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA TER ACESSO AO ARTIGO COMPLETO

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-perfil-de-marco-archer-por-um-jornalista-que-conversou-com-ele-4-dias-na-prisao/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s