No Mundo Há Muitas Armadilhas – Ferreira Gullar

No mundo há muitas armadilhas
e o que é armadilha pode ser refúgio
e o que é refúgio pode ser armadilha

Tua janela por exemplo
aberta para o céu
e uma estrela a te dizer que o homem é nada
ou a manhã espumando na praia
a bater antes de Cabral, antes de Tróia
(há quatro séculos Tomás Bequimão
tomou a cidade, criou uma milícia popular
e depois foi traído, preso, enforcado)

No mundo há muitas armadilhas
e muitas bocas a te dizer
que a vida é pouca
que a vida é louca
E por que não a Bomba? te perguntam.
Por que não a Bomba para acabar com tudo, já
que a vida é louca?

Contudo, olhas o teu filho, o bichinho
que não sabe
que afoito se entranha à vida e quer
a vida
e busca o sol, a bola, fascinado vê
o avião e indaga e indaga

A vida é pouca
a vida é louca
mas não há senão ela.
E não te mataste, essa é a verdade.

Estás preso à vida como numa jaula.
Estamos todos presos
nesta jaula que Gagárin foi o primeiro a ver
de fora e nos dizer: é azul.
E já o sabíamos, tanto
que não te mataste e não vais
te matar
e aguentarás até o fim.

O certo é que nesta jaula há os que têm
e os que não têm
há os que têm tanto que sozinhos poderiam
alimentar a cidade
e os que não têm nem para o almoço de hoje

A estrela mente
o mar sofisma. De fato,
o homem está preso à vida e precisa viver
o homem tem fome
e precisa comer
o homem tem filhos
e precisa criá-los
Há muitas armadilhas no mundo e é preciso quebrá-las.

3 comentários em “No Mundo Há Muitas Armadilhas – Ferreira Gullar

  1. Ferreira Gullar, fenomenal, encontrou o Zeitgeist do seu tempo, e o glorificou. Magnífico. Eu conhecia só o Poema Sujo dele, que ganhei de uma pessoa especial. Que pena ter que viver momentos de ditadura como os que ele viveu. Eu espero que não aconteça enquanto eu viva. Um grande abraço

    Curtir

  2. Quando caímos em algumas armadilhas que pensávamos que nunca iríamos cair, achando que tudo iria acabar, Deus entra com a sua mão poderosa e nos mostra que é o início de uma grande transformação em nossas vidas. Muitas vezes tememos o novo por não conhece-lo, com o tempo acabamos percebendo que a “armadilha” que tínhamos medo de cair, era na verdade o caminho para nos livrar do abismo que leva a morte. Primeiro, a morte espiritual, depois a morte física e por fim a morte eterna.
    Toda palavra proferida tem uma consequência, toda atitude impensada tem uma armadilha preparada!!!
    Prepare-se para colher aquilo que vc plantou!!
    Se plantou amor, vai colher amor, se plantou ódio, o ódio será sua colheita.
    Muitas vezes pensamos que somos espertos quando agimos de maneira torpe com o nosso semelhante, só que nos esquecemos que Deus o nosso criador não dormita (não dorme), Ele nos justificará segundo a sua justiça.

    Curtir

    1. Eu acho a teoria cármica muito vingativa, ainda primitiva, nos rememorando do nosso passado selvagem. A misericórdia divina infinita é muito mais bonita e mais elegante, muito mais piedosa e com certeza traz mais resultados. Desejar o mal do outro, quem quer que seja e o que tenha feito, me parece não elevado. Desejo o melhor para você e sua família, com certeza encontraremos nessa Terra um dia algo semelhante ao Reino de Deus, o Paraíso, com que todos sonhamos, não só alguns.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s