Primado da hipótese sobre os fatos

Do mural do Facebook de Flávio Antônio da Cruz:

Leia este post e o próximo, que trata da polêmica entre o juiz Moro e o colunista da Folha de São Paulo Rogério Cerqueira Leite. Junte as pontas e entenda nosso grito de alerta em diversas postagens neste blog. Não precisa mais desenhar. Está escancarado. Arrancaram as máscaras. Ficaram abusados. Se acham no direito de “sugerir” à imprensa quais colunistas não devem ser publicados. E se ele resolve ampliar a lista de colunistas e de meios de comunicação vetados? Realmente, perderam a noção dos limites éticos.

Paulo Martins

FRANCO CORDERO: Inquisição e o primado da hipótese sobre fatos…

“A solidão na qual os inquisidores trabalham, jamais expostos ao contraditório, fora dos grilhões da dialética, pode ser que ajude no trabalho policial, mas desenvolve quadros mentais paranóicos. Chamemo-os ‘primado da hipótese sobre os fatos’: quem investiga segue uma delas, às vezes com os olhos fechados; nada a garante mais fundada em relação às alternativas possíveis, nem esse mister estimula, cautelarmente, a autocrítica; assim como todas as cartas do jogo estão na sua mão e é ele que as coloca sobre a mesa, aponta na direção da ‘sua’ hipótese. Sabemos com quais meios persuasivos conta (…) usando-a, orienta o êxito para onde quer.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s