Globo cria força-tarefa para atacar Lula e Dilma semana que vem (revisado 07.03.2017)

Há mais ou menos três semanas compartilhei um artigo de Eduardo Guimarães, do blogdacidadania, que informava a formação de uma força-tarefa na Globo para “trabalhar”, como a Globo “trabalha”, as informações referentes aos acordos de delação premiada dos executivos e ex-executivos da Construtora Odebrecht. A Globo, segundo o informante de Guimarães, contava com a possível suspensão do sigilo dos depoimentos pelo ministro Fachin. Bom… Fachin não levantou o tal sigilo ainda. Mas foram divulgados diversos vazamentos nas duas/três semanas implicando Temer, seus ministros, o PMDB e figuras do PSDB … era necessário o contra-ataque para virar o jogo. Assim, retornou forte esta semana, com “reciclagem”de matérias antigas enxertadas com novas divulgações, o processo denunciado por Eduardo Guimarães. Como prometido, estou voltando ao assunto. Já é chumbo grosso, mas vem mais por aí.

Leia abaixo o post anterior.

Paulo Martins

Notícia futura é um perigo. Mas, se a patifaria vem da Organização Globo, convém não duvidar. Vou aguardar e acompanhar com atenção. Voltarei ao assunto.

Leia, abaixo, a denúncia de Eduardo Guimarães, do blog da cidadania.

Paulo Martins

Publicado em blogdacidadania

Globo cria força-tarefa para atacar Lula e Dilma semana que vemPosted by eduguim on 10/02/17

Jornalista de prestígio da Globo que, por razões óbvias, não quer se identificar, entrou em contato com este blogueiro e relatou o que chama de “estratégia cruel e desonesta” que diz que será usada pela emissora para criar nova onda de desmoralização dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. E disse, ao telefone, a seguinte frase:

— RIP (“rest in peace), jornalismo!

A ofensiva em questão teria sido determinada em plena redação da emissora, em voz alta, pela diretora da Globo News Eugênia Moreyra.

Recebi da fonte a informação de que o ministro do STF Edson Facchin, novo relator da Operação Lava Jato, vai levantar o sigilo das delações da Odebrecht na semana que vem e que a diretora da Globo News supracitada irá a Brasília na segunda-feira para receber material para divulgação.

Eugênia teria entrado na redação da emissora para falar com a produtora e passou a ela a determinação. Segundo o relato da fonte desta página, devido ao tom de voz da diretora os jornalistas que ficam no setor da redação da Globo News que fica ao lado do banheiro ouviram o que ela disse.

Leia, abaixo, o que disse a diretora da Globo News Eugênia Moreyra à produtora que irá com ela a Brasília na semana que vem. O intuito da determinação da diretora à produtora ter sido comunicada para todos no entorno ouvirem foi no sentido de que os jornalistas que serão requeridos atuem da forma como foi determinada sem fazerem questionamentos.

Confira, abaixo, transcrição textual da determinação da diretora da GNEWS:

— (…) Fachin vai liberar todos os vídeos das delações [da Odebrecht] de uma só vez. Não dará tempo de decupar [analisar e editar] as imagens… Você vai liderar uma força-tarefa em Brasília. Sua equipe vai assistir a todos os vídeos das delações. Assim que ouvirem “Lula” ou “Dilma”, coloquem no ar, na hora, ao vivo, interrompendo qualquer programa, no Plantão. Depois a gente assiste o resto. Dilma e Lula têm que ser denunciados na frente de qualquer outro delatado.

Segundo a fonte, aparecerão nomes de políticos importantes de todos os partidos, incluindo PSDB. A estratégia em questão serve para que Lula, Dilma e o PT não se beneficiem do prejuízo de imagem que terão seus adversários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s