Neoliberalismo e pandemia

Texto do professor André Coelho

O Covid-19 não é fabricado, mas a pandemia resulta, em parte, de escolhas humanas. Sem os cortes, no mundo em geral e no Brasil em particular, de investimento na saúde pública, na pesquisa científica pública e nas redes de previdência, seguridade, alimentação e assistência, teríamos mais leitos, mais respiradores, mais medicamentos, mais profissionais de saúde, mais aparatos de proteção, pesquisas mais avançadas de vacinas e remédios, uma população com imunidade mais forte e uma banda mais larga de isolamento e quarentena, com menos trabalhadores precarizados tendo que arriscar-se à doença e à morte para sustentar sua miséria e desproteção.

Sem a precarização do trabalho, o enfraquecimento dos sindicatos, a privatização do cuidado, a financeirização da sobrevivência e esvaziamento da lógica pública de cooperação e solidariedade, teríamos evitado muitas das mortes que já ocorreram e poderíamos evitar muitas mais das que ainda se seguirão.

A crise política é, sim, inegavelmente, uma componente central da crise sanitária. Mas a crise política não se resume à crueldade e à incompetência de quem está no poder agora (embora isso, claro, conte bastante).

Ela é a crise de um modelo social e de uma forma de vida com nome bem explícito: Neoliberalismo.

Desligar-se do fascista da vez para agarrar-se ao próximo neoliberal é só trocar o rosto e o sotaque do ceifador de vidas, sem salvar nenhuma dessas vidas. É ajustar a skin com que se prefere que avance o genocídio.

É preciso trocar não só a pessoa, mas o modelo. É preciso imaginar e desejar outra forma de vida em conjunto e mobilizar-se para realizá-la. Construir sobre a verdade desnudada de nossa interdependência a política que nos liberte de nossa solidão melancólica e nos cure da desigualdade perversa. Sonhar alto para nos recuperarmos de a quão baixo fomos lançados. Redescobrir a força da união que transforma.

É só nesse lugar, frágil e belo, do último fontanário de nossa humanidade, que se encontram a tragédia e a esperança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s