No que estou pensando?

Do Carlos Paiva: “No que estou pensando?
NA IN-GUINORÂNCIA ECONÔMICA DE TANTOS “ESPECIALISTAS EM RÚSSIA”
E compus um poemeto:
Alguns dizem besteira por poucos dias.
Esses são ignorantes, mas aprendem.
Outros dizem besteira muitos dias.
Esses são os lerdos; insista que dá.
Outros dizem besteira a vida toda,
Esses não têm salvação.

Com a Guerra na Ucrânia é quase impositivo ouvir jornalistas e especialistas falando sobre a Rússia todos os dias. Já me acostumei com várias bobagens ditas por aí. Na linha: si o estRupo é inevitáveR, relax and cum. Mas tem umas que, a nível de pessoa economista, não dá prá aguentar.

A mais enervante e repetitiva diz respeito à expressão econômica da Rússia. Nove entre cada dez comentaristas afirmam que a Rússia é uma economia exportadora de commodities, periférica e pouco expressiva na ordem mundial. Mas, contraditoriamente apresenta um poder bélico desproporcional à sua inserção “periférica”.

Xente, pliss! NENHUMA ECONOMIA PERIFÉRICA EXPORTADORA DE MATÉRIAS-PRIMAS PODERIA DISPUTAR A HEGEMONIA MILITAR COM OS EUA.

Esta disputa pressupõe um padrão e um nível de desenvolvimento tecnológico excepcionalmente elevado. Pressupõe uma indústria mecatrônicaspacial (metal-mecânica, eletro-eletrônica e aero-espacial) com elevado grau de autonomia e internalização (produção interna; por oposição a importações). E tudo isto pressupõe que a economia seja relativamente diversificada e capaz de gerar um excedente suficientemente grande para financiar os investimentos públicos no complexo industrial-militar.

NA VERDADE, DE ACORDO COM O FMI, A RÚSSIA É A SEXTA MAIOR ECONOMIA DO MUNDO, QUANDO AVALIAMOS SEU PIB POR PARIDADE DE PODER DE COMPRA.

Sua participação no PIB mundial em 2020 (3,11%) só era superada pela participação da China (18,33%), EUA (15,83%), India (6,8%), Japão (4,03%) e Alemanha (3,44%). Ao contrário do que 9 entre 10 “especialistas” dizem, o PIB da Rússia é maior do que o da França, do Reino-Unido, da Itália, da Coreia, e do Canadá.

Qual a fonte do erro? Simples: o PIB pode ser analisado-mensurado-comparado de duas formas. Na primeira, mais simples (e mais simplista), calcula-se o PIB na moeda nacional (interna) e, depois, converte-se o valor para a moeda mundial (dólar) pelo câmbio do ano ou o câmbio médio ao longo de um determinado período de tempo. QUANDO SE CALCULA O PIB DA RÚSSIA DESSA FORMA, SEU PIB ABSOLUTO E RELATIVO CAEM, POIS O RUBLO ESTÁ DESVALORIZADO EM FUNÇÃO (dentre outros fatores) DAS SANÇÕES APLICADAS À RÚSSIA DESDE 2014. Ainda por câmbio nominal, os EUA são a maior economia do mundo. E a China fica em segundo lugar.

Mas se avaliamos por PPP – vale dizer, pela taxa de câmbio que equilibra o poder de compra INTERNO das distintas moedas – o PIB russo mostra-se muito maior. E o Chinês já ultrapassou o PIB norte-americano.

Por que não usamos esta medida – mais correta e calculada pelo próprio FMI – para avaliar os países?

Porque se ela fosse utilizada, ficaria claro – dentreo outras coisas – que A ECONOMIA DOS BRICS, SOMADA, É MAIOR DO QUE A ECONOMIA DO G-7. (clica na tabela abaixo e visualize!)

E isto é uma coisa que os “líderes” (que se pensam donos) do mundo não querem ver e não querem que seja visto. A grande mídia, seja a do centro do mundo, seja a da periferia faz o papel de sempre: não questiona, repete o que Biden, Boris Johnson e Ursula van der Leyen declaram e “conclui” que a Rússia e os BRICS são pequenos e o G-7 é enorme.

A mídia não vai mudar. Faz parte do terceiro grupo do poemeto: não tem salvação. Mas, pliss, especialistas: vamu fazê um up grade prá cima na cormpreensà da realidade real? Plissssssss!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s